Versão OriginalVersão ClássicaMenu
Marcelo Armôa | sexta, 8 de março de 2019 - 18h00

Celulose e carnes puxam exportações e balança comercial fecha com superávit de US$ 266 milhões em fevereiro

O minério de ferro reverteu a queda nas exportações verificada em 2016, com aumentos expressivos em 2017 e 2018
Por sua vez, no acumulado de janeiro e fevereiro de 2019 o produto registrou queda de 53,68% comparado com o mesmo período do ano passado Por sua vez, no acumulado de janeiro e fevereiro de 2019 o produto registrou queda de 53,68% comparado com o mesmo período do ano passado - Foto: Divulgação

O comércio exterior de Mato Grosso do Sul segue em ritmo de crescimento. De acordo com as informações da Carta de Conjuntura do Setor Externo do mês de fevereiro de 2019, divulgada nesta sexta-feira (8.3) pela Secretaria de  Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), o Estado fechou o mês de fevereiro com um superávit de US$ 266 milhões de dólares na balança comercial, com destaque para as exportações de celulose e carnes.

“Tivemos um bom resultado nas exportações, impulsionado pela celulose, o aumento chegou a 24,18% em relação a janeiro e fevereiro de 2018”, comenta o secretário da Semagro, Jaime Verruck. Na pauta de exportações, a celulose representou com 50,3% do total exportado em termos do valor. O segundo lugar foi ocupado pela carne de bovinos e outros produtos de carne, com 16,28% de participação, com aumento em termos de valor de 0,64% em relação a jan-fev de 2018. Em termos de volume, houve aumento de 11,94% comparado a janeiro-fevereiro do ano passado.

O minério de ferro reverteu a queda nas exportações verificada em 2016, com aumentos expressivos em 2017 e 2018. Por sua vez, no acumulado de janeiro e fevereiro de 2019 o produto registrou queda de 53,68% comparado com o mesmo período do ano passado. Em termos de volume exportado, houve recuo de 53,46%. Em relação aos produtos importados, o Estado continuou com uma pauta concentrada na importação de gás boliviano, representando 48,02% da pauta de importações em janeiro e fevereiro de 2019 – queda de 51,74% em relação ao mesmo período de 2018.

Em termos de destino das exportações houve uma concentração das vendas externas para a China, representando em jan-fev de 2019 cerca de 29,32% do valor total das exportações. Os países com maior aumento na participação foram: Reino Unido (310,65%) e Estados Unidos (228,83%). “Os EUA já figuram, no mês de fevereiro, como o segundo destino do comércio exterior do Estado, contabilizando 10% das exportações. Os principais produtos destinados ao mercado norte-americano foram celulose e carnes”, acrescenta.

O principal município exportador em janeiro e fevereiro de 2019 foi Três Lagoas, com cerca de 60% dos valores exportados, com composição baseada sobretudo nas exportações na indústria de Papel e Celulose.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica