Versão OriginalVersão ClássicaMenu
Agência Estado | terça, 13 de fevereiro de 2018 - 14h51

Zidane minimiza pressão no cargo antes pegar o PSG: 'Meu futuro não me importa'

Entretanto, um dia antes do duelo de ida do mata-mata, marcado para começar às 17h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no estádio Santiago Bernabéu, o treinador francês minimizou, em entrevista coletiva
Zidane também acredita que este é um mata-mata sem favoritos e com

Com o Real Madrid apenas na quarta posição do Campeonato Espanhol, 17 pontos atrás do líder Barcelona, e também já eliminado da Copa do Rei, o técnico Zinedine Zidane passou a conviver com uma pressão maior no cargo que ocupa e agora a sua permanência no posto é colocada em dúvida em caso de o time espanhol ser superado pelo Paris Saint-Germain nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Entretanto, um dia antes do duelo de ida do mata-mata, marcado para começar às 17h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no estádio Santiago Bernabéu, o treinador francês minimizou, em entrevista coletiva, a importância de sua situação e enfatizou que neste momento só está preocupado em fazer a equipe merengue levar a melhor sobre o PSG.

"Não é uma final para mim, é um jogo de Liga dos Campeões em que temos de jogar bom futebol. A consequência disso com o time que temos é ter muitas possibilidades de ganhar, o resto eu não penso o que pode acontecer no futuro", destacou Zidane, que ganhou oito títulos nos últimos dois anos como treinador do Real, sendo dois deles da própria Liga dos Campeões.

"Agora mesmo não penso no meu futuro, somente penso no jogo de amanhã. É no que me concentro. O resto das coisas não posso controlar, me concentro no campo e em fazer bem o meu trabalho. Todos os jogos e treinamentos são o importante para mim. Meu futuro não me importa", completou o comandante.

CRISTIANO RONALDO X NEYMAR - Já ao falar mais especificamente sobre o duelo entre Real e PSG, que colocará frente a frente Cristiano Ronaldo e Neymar, Zidane elogiou os dois astros, mas lembrou que o confronto não se resume aos dois atacantes.

"Falamos de dois grandes jogadores, mas é Real Madrid contra PSG, não é Cristiano contra Neymar. Podemos falar de um jogador como Cristiano, que já conseguiu coisas extraordinárias, ganhou cinco Bolas de Ouro. E não vou compará-los agora. Neymar, tudo o que faz em campo, já sabemos. Tem muita qualidade e pode fazer a diferença. Não queremos ver um duelo entre os dois, mas sim entre Real e PSG", disse.

Zidane também acredita que este é um mata-mata sem favoritos e com "cinquenta a cinquenta" de chances de classificação para cada clube às quartas de final. E ele não vê o Real mais pressionado pelo fato de fazer o duelo de volta das oitavas em Paris, no próximo dia 6 de março.

"Não sei quem tem mais pressão. Nós não temos pressão, estamos felizes de jogar estas partidas. Nós queremos viver estes jogos e a torcida quer ver um grande jogo de futebol", destacou Zidane, que ainda negou enxergar uma grande rivalidade já existente entre o time espanhol e a equipe francesa.

"Contra el PSG, sendo do Olympique de Marselha (seu ex-time como jogador), pode ser que exista uma rivalidade histórica, mas não penso nela. É um Real x PSG e sabemos que será um jogo difícil diante de um grande rival que nós colocará em dificuldades", previu.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica