Versão OriginalVersão ClássicaMenu
Agência Estado | terça, 13 de fevereiro de 2018 - 14h21

Bandidos tomam caminhão do Capital Inicial no Rio

"Levaram o caminhão para um local onde entraram no baú armados com fuzis. Viram que não dava pra levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga", contou o cantor
Quando chegava ao Rio de ônibus pela mesma via expressa, a equipe do Capital Inicial testemunhou um tiroteio.

O vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, relatou no Facebook que sua equipe foi assaltada na Avenida Brasil, uma das principais vias de entrada no Rio de Janeiro, no último domingo. Em uma postagem ele relatou que o motorista do caminhão que transportava equipamentos da banda foi abordado por homens armados com fuzis, por volta das 7h.

"Levaram o caminhão para um local onde entraram no baú armados com fuzis. Viram que não dava pra levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga", contou o cantor.

Quando chegava ao Rio de ônibus pela mesma via expressa, a equipe do Capital Inicial testemunhou um tiroteio. "Um motoqueiro deu quatro tiros à queima roupa no que parecia ser um ladrão. Isso a trinta metros da frente do ônibus."

Na segunda-feira, 12, no sentido contrário, o veículo passou por um cadáver na via. "Mais um 'incidente' - um outro corpo morto estendido no chão no meio da Avenida Brasil", contou Dinho. O cantor não deu detalhes sobre local e hora onde ocorreram o roubo e os tiros e onde o corpo foi visto.

O compositor Moacyr Luz foi assaltado enquanto seguia para Sapucaí, na noite de domingo, 11. O táxi em que o sambista estava foi abordado na altura da Central do Brasil por criminosos que levaram os seus pertences. Mesmo assim, ele desfilou pela escola Paraíso do Tuiuti, da qual é compositor.

Em nota publicada em sua página no Facebook, os produtores do artista disseram que ele estava bem e que foi um "susto grande". "Um susto grande, mas Moacyr seguiu à avenida conforme planejado. 'Moa' tem santo forte!", afirmaram.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica