Versão OriginalVersão ClássicaMenu
Agência Estado | terça, 13 de fevereiro de 2018 - 14h02

Guatemala: ex-presidente Alvaro Colom é detido por alegação de corrupção

O caso gira em torno de uma empresa de ônibus público conhecida como Transurbano
O governo leiloou as concessões de 25 anos para as rotas de ônibus da Cidade da Guatemala, e as empresas privadas que ganharam os contratos foram posteriormente isentas de impostos

Promotores da Guatemala anunciaram nesta terça-feira que o ex-presidente Alvaro Colom e quase todo o seu antigo gabinete foram detidos em um caso de corrupção envolvendo uma concessão de ônibus. Colom, que governou o país de 2008 a 2012, é o último de uma série de presidentes do país a enfrentar problemas legais.

O promotor especial Juan Francisco Sandoval, que anunciou que Colom foi preso na terça-feira, está investigando compras de ônibus públicos para a Cidade da Guatemala. Sandoval disse que as detenções incluíam ainda o ex-ministro do Interior e os ex-ministros de Finanças, Defesa, Economia, Educação, Trabalho, Meio Ambiente, Saúde e Esportes e Cultura.

O caso gira em torno de uma empresa de ônibus público conhecida como Transurbano. O governo leiloou as concessões de 25 anos para as rotas de ônibus da Cidade da Guatemala, e as empresas privadas que ganharam os contratos foram posteriormente isentas de impostos. Promotores afirmam que o processo foi cheio de falhas e incluiu subsídios e outras medidas que beneficiaram servidores públicos.

Um escândalo de fraude aduaneira já havia feito com que o então presidente da Guatemala Otto Perez Molina e a então vice-presidente Roxana Baldetti renunciassem em 2015. Eles estão presos aguardando julgamento.

Alfonso Portillo, presidente da Guatemala de 2000 a 2004, foi extraditado para os Estados Unidos e se declarou culpado por conspiração para lavagem de dinheiro em 2014. Ele admitiu aceitar US$ 2,5 milhões em subornos do governo de Taiwan para continuar a reconhecer diplomaticamente a nação asiática. 

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica