Versão OriginalVersão ClássicaMenu
Lívia Machado | Terça, 12 de Setembro de 2017 - 17h29

Ministério da Defesa e Governo executam Projeto Rondon em parceria no ano que vem

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja, muitos municípios vão ser beneficiados por meio de práticas em áreas como saúde, educação e saneamento básico

Idealizado com o objetivo de garantir desenvolvimento sustentável às cidades distantes dos grandes centros e com menos de 30 mil habitantes, o Projeto Rondon – do Ministério da Defesa – vai ser realizado em Mato Grosso do Sul e ganhou o nome de “Operação Pantanal”.

A edição de 2018, comemora 50 anos da ação, que além de contribuir com a inclusão social de comunidades carentes e/ou isoladas vai auxiliar a formação acadêmica de estudantes do Ensino Superior, conforme explica o Brigadeiro Augusto César do Amaral, coordenador do Projeto.

As cidades sul-mato-grossenses pré-selecionadas para integrar o Projeto Rondon são: Bandeirantes, Bodoquena, Corguinho, Corumbá, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Ladário, Miranda, Rio Negro, Rochedo e Terenos.

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja, muitos municípios vão ser beneficiados por meio de práticas em áreas como: saúde, educação e saneamento básico.

Segundo o prefeito de Ladário, Carlos Ruzo, a expectativa é de que a iniciativa contribua, principalmente, com a disseminação de informações turísticas.

Para as atividades serão formadas duas equipes de rondonistas para cada município compostas, cada uma delas, por dois professores e oito alunos de diversos cursos de graduação – totalizando um grupo de aproximadamente 200 pessoas, entre acadêmicos e professores.

A previsão é de que os trabalhos sejam realizados entre 6 e 22 de julho do ano que vem.

OUÇA AQUI

Termos de cooperação

Comunidades carentes e distantes dos centros urbanos de 11 municípios de Mato Grosso do Sul receberão, de 6 a 22 de julho de 2018, um batalhão de 240 pessoas entre acadêmicos e professores de instituições de ensino superior (IES) do Projeto Rondon. Os termos de cooperação com os prefeitos foram assinados na tarde desta terça-feira (12), em solenidade no auditório da Governadoria. Também foi assinado termo de cooperação pelo governador Reinaldo Azambuja e o diretor do Departamento de Ensino do Ministério da Defesa e coordenador geral do Projeto Rondon, brigadeiro de Infantaria Augusto Cesar Amaral. Em Mato Grosso do Sul, a ação foi denominada como Projeto Rondon – Operação Pantanal.
 

O Projeto Rondon atende municípios com menos de 30 mil habitantes ou que tenham Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo de 7. “Aqui temos o caráter solene de um trabalho que já vem sendo desenvolvido junto com o Governo de Mato Grosso do Sul desde o ano passado, quando tivemos o primeiro contato para tratar da operação do Projeto Rondon, a Operação Pantanal 2018. Por isso, quero agradecer o governador Reinaldo Azambuja, que acolheu a nossa proposta”, afirmou o brigadeiro de Infantaria Augusto Cesar Amaral em seu discurso durante a solenidade.

O brigadeiro destacou que o Projeto tem a intenção de levar lição de vida e de cidadania à população de regiões afastadas em que o poder público municipal não tem condições de atender pela estrutura que dispõe, e também proporcionar a capacitação dos servidores públicos. Segundo ele, ao acompanhar as ações desenvolvidas pelos professores e estudantes das instituições de ensino superior, a proposta é preparar os gestores públicos, como agentes de saúde, de educação e assistentes sociais, para serem multiplicadores do aprendizado.

Por isso, são selecionados para participar do Projeto Rondon acadêmicos dos mais variados cursos, como medicina, odontologia, esporte, agronomia. De acordo com o cronograma, durante 12 dias os municípios que assinaram o termo de cooperação receberão duas instituições com 10 integrantes cada, formado por professores e acadêmicos. Essas equipes realizarão oficinas nas mais diversas áreas, como de desenvolvimento sustentável, agricultura familiar, saneamento básico e meio ambiente.

O governador Reinaldo Azambuja enfatizou que, além da integração e o atendimento às populações carentes e das regiões afastadas, o Projeto Rondon tem a sua importância para os alunos que estão nas faculdades. “O projeto possibilita que os universitários conheçam a realidade do Brasil, que é tão plural, a diferença que existem entre uma região e outra é enorme. Até mesmo aqui dentro do Estado você tem diferenças enormes”, afirmou.

O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha, disse que a intenção é que os participantes do Projeto Rondon levem o atendimento prestado às comunidades ribeirinhas, como a do Baixo Taquari, onde a viagem chega a durar 12 horas em embarcação de grande porte. Já a prefeita de Corguinho, Marcela Ribeiro Lopes, disse que vai sugerir que as equipes visitem a comunidade quilombola, que por estar em local afastado carece de alguns serviços. Ela observou que a vinda dos acadêmicos e professores universitários ao município será importante também para a capacitação dos servidores.

Homenagem

Durante a cerimônia de assinatura dos termos de cooperação, a pró-reitora de Extensão e Cultura da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Juliana Carrijo, entregou uma lembrança ao governador Reinaldo Azambuja e ao secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

Governador Reinado Azambuja e secretário Eduardo Riedel recebem homenagem da UFGD

“A UFGD é a única universidade que institucionalizou, aqui no Mato Grosso do Sul, o Núcleo Projeto Rondon. Temos uma base em Ladário, de estudos e pesquisas, que provavelmente vai servir de apoio para essa estrutura que vai ser montado ano que vem. E o apoio do Governo foi extremamente importante, foi através do governador Reinaldo Azambuja que o Estado teve essa visibilidade junto ao Ministério da Defesa”, afirmou a pró-reitora, ao falar sobre a homenagem.

Assinaram os termos de cooperação os prefeitos Ruiter Cunha (Corumbá), Carlos Anibal Ruso Pedrozo (Ladário), Sebastião Donizete Barraco (Terenos), Edilson de Souza Zandona (Dois Irmãos do Buriti), Marlene Bossay (Miranda), Kazuto Horii (Bodoquena), Francisco de Paula Ribeiro Júnior (Rochedo); Álvaro Nacklet Urt (Bandeirantes), Marcela Ribeiro Lopes (Corguinho), Cleidimar da Silva Camargo (Rio Negro), Mário Alberto Kruger (Rio Verde de Mato Grosso), Delavo de Oliveira Huber (Camapuã), Roberto Silva Cavalcanti (Angélica), Valdir Luiz Sartor (Deodápolis), Jean Sérgio Fogaça (Douradina), Eraldo Jorge Leite (Jateí), Marcos Bendetti Hermenegildo (Vicentina), Aristeu Pereira Nantes (Glória de Dourados), Valdir Couto de Souza Júnior (Nioaque); Guilherme Alves Monteiro (Jardim), Jair Scapini (Guia Lopes da Laguna), Arlei Silva Barbosa (Nova Alvorada do Sul), Mário Valério (Caarapó), Itamar Bilibio (Laguna Carapã), Marcos Antonio Pacco (Itaporã). O prefeito de Jaraguari, Edson Rodrigues Nogueira foi representado pelo seu chefe de gabinete, Lucas Tonet.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica