Versão OriginalVersão ClássicaMenu
Michel Grance Faustino | terça, 12 de março de 2019 - 15h55

Teatro de fantoches leva orientação de forma lúdica sobre os cuidados com o Aedes a alunos de EMEI

As crianças do EMEI  Zacarias Vieira de Andrade, no Rita Vieira. As crianças do EMEI Zacarias Vieira de Andrade, no Rita Vieira.

Orientar e envolver também as crianças  nas atividades de combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya – é uma ações desenvolvidas pela equipe de Educação Permanente da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV) da SESAU.  Na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI), Zacarias Vieira de Andrade , no Bairro Rita Vieira,  mais de 150 alunos participaram da apresentação de teatro de fantoches feita pela equipe para alertar sobre os perigos do mosquito.

Para a superintendente de Vigilância em Saúde da SESAU, Veruska Lahdo, o trabalho de orientação feito nas escolas, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), é extremamente importante, uma vez que as crianças se tornam agentes multiplicadores de informações.

“É importante despertar desde cedo nestas crianças a importância da prevenção e de que cada um de nós tem o seu papel neste trabalho. Através delas, nós também estaremos chegando aos lares porque o que ela aprende lá na escola  ou na creche ela leva para casa e muitas vezes até começa a cobrar os seus país da necessidade de ter os devidos cuidados, como não deixar recipientes que acumulem água descobertos, entre outras orientações”, disse.

As atividades são feitas de forma programadas em escolas, EMEIS e instituições que atendem crianças e adolescentes.

Zona de risco

Os bairros Jardim Noroeste, Centro-Oeste, Chácara dos Poderes, Nova Campo Grande, Los Angeles, Moreninhas, Veraneio e Maria Aparecida Pedrossian, respectivamente, apresentam a maior incidência de casos notificados de dengue.

De janeiro até o dia 1º de março foram notificados 7.530 casos de dengue no município, sendo 915 confirmados.  Somente no mês de fevereiro foram registrados 4.514 casos notificados da doença, uma média de mais de 160 notificações por dia. Até o momento um caso de óbito já foi confirmado e um segundo segue em investigação.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica