Versão OriginalVersão ClássicaMenu
NA CONTA

Primeira parcela de salário atrasado de servidores de Dourados é depositado

A folha salarial de dezembro sofreu atraso no pagamento e a prefeitura pagou 85% dos salários do funcionalismo, que deveria ter sido pago até o quinto dia útil, no dia 15 de janeiro Da Redação | quarta, 27 de janeiro de 2021 - 09h10
Dourados (MS) Dourados (MS) - (Foto: Divulgação)

Servidores municipais de Dourados, a 198 km de Campo Grande, terão a antecipação da primeira parcela dos salários atrasados. A decisão foi divulgada ontem (26) pelo prefeito Alan Guedes.

A folha salarial de dezembro sofreu atraso no pagamento e a prefeitura pagou 85% dos salários do funcionalismo, que deveria ter sido pago até o quinto dia útil, no dia 15 de janeiro. A parcela será paga para 1.199 servidores.

Os 15% restantes tiveram o pagamento escalonado, conforme anunciado pela gestão no dia 14 de janeiro. Os servidores receberiam o pagamento de dezembro em três parcelas, nos dias 5, 16 e 26 de fevereiro.  Para justificar o atraso salarial, o prefeito alega que a gestão anterior não deixou recursos suficientes para a quitação da folha de dezembro. Os salários serão pagos nesta terça-feira (26) e o dinheiro estará disponível na conta dos servidores hoje (27).

Os servidores, de várias áreas da administração pública, iriam receber a primeira parcela dos atrasados no dia 5 de fevereiro, conforme cronograma divulgado pela equipe econômica da prefeitura no início do mês, quando foi anunciada a quitação de 85% da folha de pagamento que deixou de ser paga pela gestão passada, num valor de R$ 15.098.062,75.

“O pagamento dos servidores municipais é prioridade. Tivemos receitas que permitem fazer esse adiantamento do cronograma. Importante deixar claro, assim como já anunciamos no início da gestão, que se a folha da gestão passada não estivesse sem pagar, todo esforço financeiro que estamos fazendo agora para honrar os servidores, poderia estar sendo empregado em melhorias para toda cidade. Porém não podemos ficar reclamando. Temos que resolver o problema e vamos resolver”, disse Alan Guedes.

Levantamento da Secretaria Municipal de Fazenda indica que a primeira parcela dos 1.199 servidores soma R$ 3.020.473,00, o que representa um terço do salário de cada servidor. O dinheiro, segundo a Sefaz, veio de arrecadação de impostos municipais como, IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto sobre Serviços), além de repasses do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

“Estamos fazendo todo esforço para ajustar e equilibrar as contas públicas, cortando despesas e pessoal. Nossa equipe está empenhada em cumprir e, se possível, antecipar o cronograma sem se esquecer da folha de janeiro. Vamos continuar fazendo o máximo para que esse peso do passado não atrapalhe muito nosso planejamento para o município”, concluiu o prefeito.

Veja Também

Mais Lidas

Subir ao Topo Voltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica