Versão OriginalVersão ClássicaMenu
fraudes e lavagem de dinheiro

Gaeco cumpre sete mandados de busca e apreensão em Água Clara

A operação foi a pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul Da Redação | quinta, 26 de novembro de 2020 - 16h30
A Operação A Operação "Carta Marcada" está em andamento, mais informações serão prestadas até o fim do dia - (Foto: Divulgação)

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizou na manhã de hoje (26) a Operação “Carta Marcada" no município de Água Clara, a 168 km de Campo Grande, com o objetivo de cumprir sete mandados de busca e apreensão e desbaratar a organização criminosa voltada à prática dos crimes de peculato, fraude a licitações e lavagem de dinheiro. A operação foi a pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da comarca de Água Clara. No decorrer das investigações, conduzidas pela Promotoria de Justiça de Água Clara, apurou-se que as empresas combinavam os valores apresentados como proposta nos certames da Câmara de Vereadores e da Prefeitura Municipal de Água Clara, manipulando a competitividade inerente ao processo licitatório. Durante os trabalhos de investigação, apurou-se também desvio de verba pública na Câmara Municipal.

O trabalho de investigação acredita que o desvio de dinheiro público teve início com a elaboração de processos licitatórios fraudulentos, na modalidade convite, os quais eram direcionados a empresas predeterminadas. Foram utilizadas várias estratégias para combinação de propostas, que eram apresentadas por todo o Estado do Mato Grosso Sul em licitações para os mais variados serviços de assessoria e consultoria em gestão pública. A Operação “Carta Marcada” está em andamento, mais informações serão prestadas até o fim do dia.

Veja Também

Mais Lidas

Subir ao Topo Voltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica