Versão OriginalVersão ClássicaMenu
artesanato em campo grande

Professora apaixonada pelo artesanato transforma o que era apenas decoração em negócio de família

Atualmente, Marta Lises possui uma loja on-line que vende bonecas e bichinhos de pano Hanelise Brito | sábado, 9 de janeiro de 2021 - 10h30
Marta garante que as bonecas de pano fazem sucesso e que as pessoas encomendam para decorar quartos de bebês e até mesmo para as crianças brincarem Marta garante que as bonecas de pano fazem sucesso e que as pessoas encomendam para decorar quartos de bebês e até mesmo para as crianças brincarem - (Foto: Arquivo pessoal)

O artesanato sempre foi uma das paixões de Marta Lises, casada e mãe de três filhos. A artesã era professora quando precisou ficar em casa para cuidar dos filhos. Foi nesse momento, há 16 anos, que ela começou a abrir mais espaço para o artesanato em sua vida e o que era para ser apenas decoração do quarto dos filhos, virou hoje negócio de família.

Segundo a empresária, o primeiro incentivador foi o seu marido que a presenteou com a primeira revista de boneca de pano, foi quando ela gostou da ideia e passou a aperfeiçoar com aulas pela internet.

“Comecei a me dedicar mesmo quando engravidei da minha primeira filha, desde então, nunca mais parei. Iniciei fazendo lembrancinhas para os filhos de amigos e a partir daí começaram a surgir as encomendas, e eu percebi que poderia ser uma boa ideia fazer do artesanato uma fonte de renda”, conta ao Light.

Atualmente, Marta possui uma loja on-line que vende bonecas e bichinhos de pano. “No começo eu fazia artesanatos diversos, mas hoje confecciono bonecas e bichinhos de pano, agregando a eles um pouco de costura criativa, crochê e pintura. Sempre vendi mais as bonecas, então acabei escolhendo este ramo do artesanato para investir mais”, explicou.

Marta é só orgulho ao falar de seus trabalhos

Marta garante que as bonecas de pano fazem sucesso e que as pessoas encomendam para decorar quartos de bebês e até mesmo para as crianças brincarem. “As pessoas, especialmente as mamães ficam felizes quando sabem que as bonecas são confeccionadas em tecidos de algodão, pois as crianças podem brincar tranquilamente e até dormir com elas”, contou.

Sobre os desafios que enfrentou no caminho do empreendedorismo, Marta afirma que o maior foi provar que o artesanato poderia ser sim uma forma de trabalho.

“Acho que o maior desafio foi provar que o artesanato poderia ser uma forma de trabalho, e que é útil na vida das pessoas, afinal, quem não gosta de ser presenteado com algum tipo de arte? Todo artesanato é único e precisa de tempo, esforço e dedicação para ser confeccionado. É um trabalho que faz bem a quem faz e a quem recebe”, ressaltou.

Com 15 anos de experiência, a artesã garante que o trabalho manual além de servir como fonte de renda, serve como uma terapia.

Os trabalhos de Marta Lises

“O artesanato é uma terapia para a mente, na medida em que se ocupa o pensamento com criatividade. Hoje o artesanato tem um espaço reservado em minha vida, por me fazer bem, mantendo a minha mente mais criativa e mais leve”, disse.

“Estou me preparando para compartilhar o meu conhecimento com outras pessoas e ajudá-las a superar obstáculos, como a depressão e a ansiedade e espero que em breve eu possa fazer isso”, finalizou.

Para saber mais sobre o trabalho de Marta Lises, siga as páginas no Instagram e Facebook.

Quer sugerir uma pauta ou contar sua história para o Light? Mande a sugestão para o nosso e-mail: redacao.acritica@gmail.com, pelo nosso WhatsApp (67) 9 9974-5440 ou pelo direct de nosso Facebook ou Instagram.

Veja Também

Mais Lidas

Subir ao Topo Voltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica