Versão OriginalVersão ClássicaMenu
SMART WORK

Energisa adota trabalho remoto inteligente para dar mais segurança aos colaboradores

Rosana Siqueira | segunda, 7 de dezembro de 2020 - 11h59

A Energisa está implantando o primeiro programa permanente de trabalho híbrido, denominado smart work, do setor elétrico brasileiro. A iniciativa do programa chamado "Lá e Cá" inclui uma política de trabalho remoto que tem como objetivo elevar a qualidade de vida dos colaboradores e aumentar sua produtividade, usando a tecnologia como aliada. As informações foram repassadas pelo gerente de gestão de pessoas da concessionária, Vitair Lopes de Oliveira que falou ao programa Giro Estadual de Notícias do Grupo Feitosa de Comunicação desta segunda-feira (7)

Nesta primeira etapa, segundo ele, cerca de 800 colaboradores, que já possuem notebooks da empresa, poderão aderir ao projeto. Estima-se que no auge da política esse número possa ultrapassar 2,5 mil profissionais. Mais de 100 pessoas já estão trabalhando em casa.

O chamado smart work foi resultado de meses de preparação do Grupo Energisa. Para desenvolver um modelo compatível com as expectativas dos colaboradores, foram realizadas pesquisas para ouvi-los e analisar as melhores práticas do mercado.

Durante a pandemia, quando cerca de 18% dos colaboradores da Energisa entraram no esquema de home office, a companhia realizou uma pesquisa para desvendar o impacto dessas mudanças. Segundo o levantamento, 72% desses profissionais sinalizaram o desejo de continuar o trabalho remoto após a pandemia, destacando vantagens como a redução do tempo de deslocamento e a melhoria do convívio familiar. Já 80% desejam ver implementado um modelo híbrido, com alternância entre trabalho presencial e remoto.

Dos profissionais ouvidos na pesquisa, 57% afirmaram ter mantido a produtividade durante o período de home office, enquanto 39% se sentiram até mais produtivos. Percepção que também foi corroborada pelas lideranças, já que 92% dos líderes concordam com essas constatações.

"A escala de trabalho proposta é de 5x5, isto é, cinco dias de trabalho presencial e outros cinco de forma remota. Também há a opção de 3x2 em alguns casos excepcionais, sendo três dias na empresa e dois em casa", afirmou o gestor.

Para um público específico e mais restrito, cuja atividades sejam totalmente compatíveis, está previsto também o teletrabalho, ou seja, os profissionais desenvolverão suas atividades predominantemente fora das dependências da empresa.

Para implementar o programa, a área de tecnologia da Energisa incorporou algumas adaptações, como a priorização da compra de notebooks, tornando mais equipes elegíveis ao trabalho remoto.

Confira a entrevista completa no player.

Subir ao TopoVoltar
PlataformaSistemas para WebJornalismoVersão OriginalIr para Versão Clássica